sexta-feira, 5 de agosto de 2011

sea, sand and sun


Queria ter-te perto, sentindo-te ao longe
O suficiente para não sufocar,
Algo seguro e maciço
Algo que não me deixe a divagar.

Viajando e sentido,
Ao ritmo da natureza,
Vendo as folhas caindo
Sob um manto de realeza.

Instintos que me perseguem,
Fazendo sentir-me vivo,
Um atalho certo e discreto
Como a abertura de um livro.

Uma aventura a experienciar
Um caminho a percorrer
Encontrar algo intacto e puro
Algo que não precise de mexer

Mexer p'ra que? Vivenciar o que?
Sonhar com algo nunca visto
É ridículo e eu sei bem  porquê..

Encontrar algo perfeito?
Ingenuidade ou ambição?
Não sei nem quero saber
Não quero algo sem razão!